top of page

Trabalha com a voz? Conheça algumas dicas indispensáveis para proteger suas cordas vocais


Se manter a saúde vocal em dia já é algo essencial para o cotidiano de todos nós, imagine em ramos profissionais onde o uso da voz é indispensável para o exercício da função? Professores, jornalistas, cantores, locutores de rádio e palestrantes, entre outros profissionais que utilizam bastante a voz, não podem deixar os cuidados vocais em segundo plano na agitação da rotina.


Diversas doenças podem ser desenvolvidas se não houver o cuidado com as cordas vocais. Tosse, pigarro, rouquidão, dor de garganta e até mesmo câncer de laringe são alguns dos problemas que podem afetar essa região. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), cerca de 60% dos casos desse tipo de câncer se iniciam na glote, a área que contém as cordas vocais.


Alguns hábitos simples ajudam a manter a saúde dessa região. Para evitar doenças ou transtornos relacionados com a voz, a fonoaudióloga do Grupo Hapvida Notredame Intermédica, Jéssica Negreiros, dá dicas importantes para manter a saúde vocal sempre em dia.


Dicas

Alguns detalhes devem ser evitados no exercício do trabalho, como a alteração constante da voz. “É importante não gritar! Se for necessário amplificar a voz em ambientes vastos no exercício profissional, utilize o microfone para ajudar a aumentar a potência vocal”, indica Jessica.


É necessário o uso de roupas leves e confortáveis no trabalho, que não apertem a região do abdômen, barriga ou pescoço. Além disso, não devem ser ingeridos alimentos ou líquidos derivados do leite pouco antes de trabalhar. Segundo a especialista, essa ingestão pode causar irritações como a tosse e pigarros.


Demais cuidados

Jéssica explica que a voz é produzida a partir das vibrações das cordas vocais, uma estrutura que fica localizada na laringe, na altura do pescoço, composta por músculos e que merece uma atenção especial.


“Um dos cuidados essenciais é manter uma boa hidratação dessa região. É indicado beber dois litros e meio de água por dia para manter os tecidos hidratados e garantir o bom funcionamento das cordas vocais”, aponta.


Outros pontos que ajudam a manter a saúde vocal são a prática de exercícios físicos, uma boa noite de sono e passar longe de cigarro e bebidas alcoólicas. A fonoaudióloga ainda comenta que manter uma alimentação saudável é indispensável, evitando alimentos gordurosos, apimentados e frituras. Esse tipo de comida facilita o surgimento do refluxo gastroesofágico, uma doença que contribui para a inflamação dos tecidos da laringe e, assim, prejudica a voz.


Jessica também ressalta a importância do fonoaudiólogo. “Ele é importante para o acompanhamento e aplicação de exercícios rotineiros, que façam o aquecimento e desaquecimento vocal”, explica.


Comments


bottom of page