Comunique Blog

Fazer o planejamento previdenciário é a melhor estratégia para saber a melhor idade e renda para se aposentar antes dos 62 ou 65 anos de idade


Planejar o futuro e saber a fonte de renda para quando se chegar na melhor idade é uma preocupação da maioria dos trabalhadores brasileiros. Isto ficou ainda mais forte depois de 2019, quando houve a Reforma da Previdência, e a idade mínima necessária para dar entrada na aposentadoria aumentou. No caso dos homens, a idade mínima subiu de 60 para 65 anos e o tempo de contribuição com o INSS saltou de 15 para 20 anos.


As mulheres, antes da reforma, poderiam dar entrada na aposentadoria por idade com 55 anos, tendo contribuído por pelo menos 15 anos com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Hoje elas têm de ter no mínimo 62 anos de idade e o tempo de contribuição com a previdência social é o mesmo, de 15 anos - no mínimo.


A aposentadoria urbana por idade é a mais procurada na previdência, mas tem ainda outros tipos, como a aposentadoria rural, especial e por invalidez. No caso da rural, as mudanças nas regras foram menores, as mulheres continuam podendo se aposentar com 55 anos e os homens com 60 anos de idade.


O maior tormento para os trabalhadores - quando o assunto é aposentadoria - é justamente pensar na longevidade que ficou para alcançar este momento da vida. Muitos sequer sabem que não é preciso, necessariamente, esperar chegar aos 65 anos ou aos 62 anos de idade para se aposentar. Pode ser bem antes e com uma renda relativamente boa. Para isto basta fazer um planejamento, conforme orienta o professor do curso de Direito do Centro Universitário Estácio São Luís, Carlos Venâncio Sousa.


Ele é especialista em Direito Previdenciário e destaca que cada caso precisa ser avaliado e analisado para saber em quais regras o trabalhador se enquadra para ter uma boa aposentadoria. “O planejamento previdenciário garante a melhor renda possível na melhor idade possível, dentro da realidade do trabalhador, para dar entrada na aposentadoria”, esclareceu.


Venâncio pontuou que as mudanças estabelecidas pela Reforma da Previdência em novembro de 2019 tornaram mais difíceis as regras para a aposentadoria. “Hoje, em regra, você se aposenta por idade e contribuição e não mais por uma ou por outra”, frisou.


Por isso, o planejamento previdenciário é necessário e, embora possa ser feito em qualquer período, quanto mais cedo começar a planejar a aposentadoria, melhor para o trabalhador. O ideal é que o plano seja elaborado tão logo ele comece a contribuir com o INSS. Também vale ressaltar que ele não deve deixar de contribuir, em nenhum momento, com a previdência porque isto poderá prejudicar o planejamento e cronograma mais à frente.


Carlos Venâncio esclarece que o planejamento analisa a idade, o salário, as regras e o teto para poder se chegar a uma conclusão sobre o melhor período para dar entrada na aposentadoria e com a melhor renda.


Sobre os requisitos necessários para o planejamento previdenciário, ele sinaliza que o trabalho é feito com foco no que o segurado pretende para o futuro. “É uma forma de se organizar. Saber quando vai se aposentar, quanto vai receber, se os dados dele estão corretos e se será preciso retificar”, comentou o especialista.


Como o planejamento previdenciário é algo personalizado, depende da realidade de cada trabalhador, não há um modelo específico para ser seguido. “Portanto, o trabalhador deve procurar um especialista para fazer este planejamento. Um profissional que conheça as regras e as leis que vão beneficiar o trabalhador”, concluiu.


Vantagens de fazer o Planejamento Previdenciário:

- Adequação da aposentadoria

O segurado vai saber exatamente o valor que irá receber do INSS, com isso irá adequar seus gastos após aposentar-se.


- Possibilidade de aposentadoria mais alta

Para saber o real salário de benefício ao qual você tem direito, se faz necessária uma profunda análise do seu histórico como contribuinte.


- Possibilidade de contribuição menor

Em alguns casos o trabalhador (exceto celetista) poderá até mesmo diminuir o valor do seu recolhimento mensal e mesmo assim obter a maior e melhor aposentadoria.


- Documentos necessários para elaborar o planejamento

CNIS, Carteiras de Trabalho, Guias de recolhimento, Certidão do tempo de contribuição de regime próprio, alistamento militar, Certidão de escola técnica, PPP (perfil profissiográfico previdenciário), Comprovantes documentais que atestam o período rural (para o caso de trabalhador rural).

3 visualizações

A Loja Potiguar Cohama, que vai funcionar no Feriado de São Pedro (29.06) das 08H às 18H, assim como a loja da Forquilha, aberta no mesmo horário nesse dia.

As lojas Potiguar de São Luís estarão funcionando parcialmente nessa quarta – feira (29.06), Feriado de São Pedro na capital maranhense.

Quem quiser aproveitar o feriado para fazer compras na Potiguar e conferir os últimos dias de descontos do Festival de Reforma e Construção que vai até 30.06, fique ligado! Estarão fechadas nesse feriado as lojas da Av. dos Africanos; do Centro (Caminho da Boiada) e do Cohafuma, assim como o CD / Centro de Distribuição. Estarão abertas nessa quarta (29.06) somente as Lojas Potiguar da Cohama e do Retorno da Forquilha, ambas no horário das 08H às 18H.


Já a loja Potiguar Imperatriz vai funcionar normalmente nessa quarta – feira(29.06).

4 visualizações

Menu Junino disponível Disponível para retirada no restaurante ou pedidos no IFood


Werther Bandeira, da Villa do Vinho Bistrô e o Box Junino “Sonho de Catirina” com um mix do melhor da culinária maranhense.

Já virou tradição o menu junino da Villa do Vinho Bistrô e ele está de volta! Com o melhor das delícias típicas da culinária maranhense. E está disponível para encomendas com retirada no restaurante ou pedidos via IFood, no período das 10h às 23H30 de segunda a sábado e aos domingos até à 16h.

Os clientes provaram, aprovaram e já é sucesso.... Todas as delícias podem ser pedidas em porções individuais ou o menu completo no Combo Junino Sonho de Catirina, com pratos como Arroz de Batipuru e Cuxá; Tortas de Camarão e Caranguejo; Vatapá; Mingau de Milho; Bolos de Tapioca, Fubá Cremoso e Macaxeira; Manuê e Canjica.

Há também o prato típico composto por porções de Torta de Camarão; Arroz de Cuxá, Vatapá e Farofa. Tudo com o sabor, qualidade e alto padrão da Villa do Vinho Bistrô direto para a casa dos clientes.

4 visualizações
Destaque
Recentes
Tags