DPE/MA, Equatorial e Senai/MA lançam curso especial de artesanato para mulheres


Cerca de 40 mulheres, provenientes da região do Itaqui-Bacanga e da Zona Rural de São Luís, iniciaram, esta semana, o curso Ecomoda, articulado pela DefensoriaPública do Estado (DPE/MA), pela Equatorial Maranhão, por meio do Programa E+ Profissional, e pelo Senai/MA. O lançamento do projeto aconteceu na terça-feira (22), com uma palestra e o acolhimento das alunas feito por representantes das parceiras, dentre eles o defensor-geral do Estado, Alberto Pessoa Bastos, e da gerente de Relacionamento com Clientes, Francila Soares.


O curso capacitará mulheres selecionadas pela Defensoria que passaram por situações de vulnerabilidade e “mães solo” para produção de sacolas sustentáveis, chamadas também de ecobags. A intenção é vender a produção para supermercados, mercadinhos, microempreendimentos, de modo que sejam fonte de renda e sustento familiar.


“Nosso desejo é romper um ciclo de violência, quer seja física, psicológica ou financeira, por meio do empoderamento profissional. Queremos capacitar estas mulheres cheias de força, de garra, de vontade de vencer, com atributos que permitam sua autonomia financeira. Que elas possam garantir seu sustento e contribuir para a renda familiar, com dignidade”, destacou Alberto Bastos.


Também participaram da solenidade de abertura do curso a defensorapública do Núcleo da Mulher, Lindevania Martins, que deu as boas-vindas às alunas; os defensores públicos titulares dos econúcleos na Zona Rural, Alex Pacheco, e do Itaqui-Bacanga, Eduardo Rebouças; a ouvidora Fabíola Diniz, além da coordenadora do Núcleo Psicossocial da DPE, Rosicléia Barbosa; bem como o advogado da Equatorial, Frazão Júnior, a líder de operações do PEE, Dayane Pereira, e o analista de operação da concessionária, Luís Emílio Filho.


De acordo com Francila Soares, a ação fortalece o posicionamento da concessionária de energia, quanto à responsabilidade social e seu compromisso para a inclusão da mulher em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho. “Este é um projeto mais que especial para nós. E é com imensa satisfação que mais uma vez nos aliamos à Defensoria e à sociedade maranhense, no intuito de garantir a mulheres em situação de vulnerabilidade a capacidade de produzir e gerar renda por meio do trabalho”, afirmou.


Início - Durante o lançamento, as mulheres puderam acompanhar uma palestra com o tema "Empoderamento Feminino", ministrado pela psicóloga do Sesi/MA, Rayane Sobral Campos. Na oportunidade, as alunas receberam seus kits do Programa E+ Profissional.


As aulas práticas sediadas na União de Famílias Moradoras da Vila Esperança, têm início em 28 de março e com término previsto para 08 de abril. Já a segunda turma ocorrerá na comunidade do Itaqui-Bacanga, com aulas na sede da Associação comunitária da região, previstas para iniciar em 13 do mês que vem, com término no dia 26 subsequente.

Destaque
Recentes
Siga a gente
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Cinzento Ícone Google+