Defensoria capacita lideranças para pesquisa em favor do fortalecimento da primeira infância


Engajar moradores e lideranças das áreas da Liberdade, Fé em Deus, Camboa e Alemanha em atividades de multiplicação dos ideais do Projeto “Cuidar – Primeira Infância: abrace essa ideia”, é uma das estratégias do Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública estadual (DPE/MA) para sensibilizar comunidades de grande adensamento populacional quanto a importância da primeira infância.


Neste contexto, o defensor público Jean Carlos Nunes Pereira e a assistente social Maria de Guadalupe Furtado reuniram representantes de associações de bairros, Ong’s, instituições religiosas, dentre outros, a fim de alinhar a aplicação de uma pesquisa que embasará o planejamento de ações dentro das comunidades. Quem também participou do encontro foi a ouvidora-geral da DPE, Rosicléia Machado Costa.


Durante a capacitação, realizada no prédio do Curso de Arquitetura da Uema, os participantes receberam orientações sobre abordagem, as formas de preenchimento dos questionários, e demais dúvidas sobre a aplicação dos mesmos. Na ocasião, além das orientações pertinentes à pesquisa, os presentes puderam assistir à exibição do documentário “O Começo da Vida”, produzido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com o Instituto Alana.


“É fundamental que estes parceiros estejam habilitados para o preenchimento dos dados, pois com base na pesquisa poderemos traçar um diagnóstico das famílias, suas peculiaridades, necessidades, e, com isso, planejar e executar ações que fortaleçam a cultura do cuidar na comunidade”, explicou Jean Nunes Pereira.


Conforme acordado pelos participantes, os questionários deverão ser entregues até o próximo dia 17, para que o grupo de trabalho, composto pelos mais de 30 embaixadores do Projeto Cuidar, planeje a realização de uma grande ação social, voltada para soluções pontuais nas áreas jurídica, social, de segurança, de educação e diversos outros aspectos pertinentes ao bem-estar da criança em seus primeiros anos de vida. Além disso, serão estabelecidas recomendações a diversos órgãos públicos e privados para a manutenção e o fortalecimento contínuo de um ambiente propício à dignidade da criança.


Assessoria de Comunicação

Destaque
Recentes
Siga a gente
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Cinzento Ícone Google+