top of page

COLOSTRO É RICO EM NUTRIENTES E DEVE SER OFERTADO AO RECÉM-NASCIDO

ESPECIALISTA EXPLICA QUE ALIMENTO CONCENTRA TUDO O QUE O BEBÊ PRECISA NOS PRIMEIROS DIAS APÓS O NASCIMENTO

No mês de agosto, o Hospital Natus Lumine reforça a importância da amamentação materna e a importância do colostro para os recém nascidos.
No mês de agosto, o Hospital Natus Lumine reforça a importância da amamentação materna e a importância do colostro para os recém nascidos.

Mais um mês de agosto chega e, com ele, a conscientização sobre a importância do aleitamento materno e a necessidade de esclarecer sobre assuntos relacionados à amamentação. O Colostro, por exemplo, tem nome peculiar e é muito pouco conhecido por gestantes Brasil afora. Mas, afinal, do que se trata?

A nutricionista do Hospital Natus Lumine, Rejane Holanda, explica que o Colostro é o alimento mais importante que a mãe pode oferecer ao seu bebê após o parto. Trata-se dos primeiros jatos de leite, porém, muito mais nutritivos e de grande importância para o desenvolvimento da criança.

“Colostro é um fluido amarelado e espesso produzido pelas glândulas mamárias logo após o parto e, em alguns casos, durante as últimas semanas de gestação. É uma substância altamente nutritiva, rica em anticorpos essenciais ao sistema imunológico do recém-nascido”, destaca a nutricionista do Natus Lumine.

Rejane Holanda explica ainda que o Colostro é rico em vitaminas, minerais e imunoglobulinas, ou seja, um verdadeiro ouro líquido. “Ele contém uma maior concentração de proteínas (lactoferrina, lisozima), vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K), vitaminas hidrossolúveis (C, B1, B2, B6, B12, entre outras), minerais (cálcio, fósforo, zinco), imunoglobulinas A (IgA), que são as proteínas responsáveis pela proteção imunológica e gorduras (ácidos graxos essenciais) importantes para o desenvolvimento do sistema nervoso central e absorção de vitaminas lipossolúveis”.

Além de tudo isso “contém lactose, um tipo de carboidrato importante para fornecer energia para o bebê, bem como nutrientes essenciais, ajudando a promover a maturação do intestino do recém-nascido, fortalecendo o revestimento do trato gastrointestinal, preparando para a digestão e absorção de nutrientes do leite maduro, que virá nos dias seguintes”, ressalta a nutricionista do Hospital Natus Lumine.

O Colostro também possui propriedades laxativas naturais que ajudam a expulsar o mecônio, a primeira evacuação do bebê após nascer, sendo importante para a limpeza do intestino e, mesmo que o bebê tenha nascido prematuro e não consiga sugar direto no peito, com dificuldade de sucção ou outras condições, é recomendado que o colostro seja ofertado. Ele pode ser coletado manualmente ou em bombas de extração de leite e oferecidos em colheres, copos ou seringas de alimentação.

O melhor meio de obter o Colostro para o bebê é amamentá-lo o mais cedo possível após o nascimento. Isto irá fortalecer a saúde do recém-nascido e o primeiro vínculo físico entre mãe e filho.

Comments


bottom of page